De Partida VII

VII
Vida certinha. Do fingimento ao mais solitário êxtase. Daquele que mulher nenhuma conta para ninguém por medo de parecer vulgar, por medo de dizer com a boca cheia, por medo de não ser mais santa por dizer. No entanto, sentia-se mais palpável do que nunca. Seu corpo se revelava aos poucos e era de se ver as novas curvas que se formavam. O seu desejo modificava as horas rotineiras. Seu íntimo ultrapassara a íntima ordem.

Anúncios