Você

Você (que não sabe que eu existo)
É tão parte de mim como este rosto
De pele clara e de grises olhos
Que inutilmente busco nos espelhos
E com as mãos ávidas percorro
Não sem nenhuma forma de saudade
Sinto que as palavras válidas
Que me expressam se encontram em você
No seu corpo sempre pronto para ser inaugurado
Que assim seja. As suas andanças
Vão me dizer para sempre

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s